23/05/2011

Barbara M. - ITALIA,EGITO E GRECIA....UM MUNDO PARA DESCOBRIR.


Querido visitante e leitor do blog,

Hoje conto a historia de uma italiana muito querida de Milao que esta morando aqui em Atenas depois de uma temporada na cidade do Cairo, no Egito.
Seu nome: Barbara.
Nos conhecemos ha quase um ano, tramite outra amiga, Elena, tambem italiana, que morou em Atenas e que se transferiu com a familia  para Barcelona.
Nesta pagina vou contar um pouco de Barbara em dois estagios: CAIRO E ATENAS.
Essa vida meio cigana que levamos cada dia num lugar,numa cidade, num pais novo pode parecer meio solitaria ja que em cada lugar eh necessario re-organizar a casa, a vida, os contatos sociais,etc..
Mas muitas vezes por estes caminhos encontramos pessoas especiais com ideias e projetos incriveis.
E este eh o caso de Barbara M...que desenvolve vem desenvolvendo aqui em Atenas o metodo artistico-pedagogico do alemao Arno Stern....


Barbara

Barbara eh italiana, 39 anos, casada, mae de um casal de filhos de 3 e 5 anos e esta em Atenas ha pouco mais de um ano.
Ultimo destino?
Cidade do Cairo-Egito, onde viveu outros 2 anos, com o marido que trabalha para uma multinacional quimica Alema.
E eh pelo Cairo que vamos comecar....

Rio Nilo , Mar Vermelho, Canal de Suez - Egito

Muito antes de comecar a experimentar a vida fora da Italia, Barbara se formou em Quimica na Universidade de Milao e trabalhou em duas diferentes industrias multinacionais de Cosmeticos.
Mas a um certo ponto a vida lhe mostrou diferentes caminhos e foi necessario tomar decisoes!
E a decisao foi deixar Milao e partir para a primeira experiencia no Egito.

Piramides de Giza

Barbara chega ao Cairo em 2008 e de cara encontra um universo diferente, uma cidade caotica e exotica. Cheia de misterios,com sons,cores e odores egipcios.....uma magia no ar que teve origem na epoca do faraos, quando o Egito era o centro do mundo civilizado e la foi inaugurado o Canal de Suez, grande obra de engenharia do início do seculo passado.

[2009-03-Cairo-1493-30X40.jpg]


Barbara conta que viver na cidade do Cairo foi sem duvida um bela experiencia apesar das diferencas...
Os contrastes sao enormes para quem sai de uma realidade ocidental europeia.Aspectos positivos e negativos existem em todo o lugar e la nao foi diferente.

As diferencas comecam a ser sentidas e observadas atentamente a partir do momento em que voce chega na cidade.A comecar por uma populacao de quase 20 milhoes de habitantes , beleza e caos onde a pobreza esta presente quase que em toda parte, coisa ja impactante para um europeu criado com a mentalidade onde todo cidadao deve ser respeitado em seus direitos basicos como saude, escola,casa e trabalho dignos para se viver uma vida em harmonia!!

Para Barbara o  que mais chama a atencao no Cairo eh o contraste gritante por todo lado onde voce olha. ''La voce ve os dois lados da moeda juntos. Aproximadamente 20% da populacao eh  milionaria, ostenta Mercedes do ano, BMW e leva um padrao de vida de reis. O restante da populacao vive em condicoes bastante precarias''. 

Mas esses, infelizmente  sao principios que ainda devem ser conquistados,e que se espera, com a  revolucao que esta acontecendo nos paises do norte da Africa,que inclui o Egito,e que vemos todos os dias pela TV.

Conversando com Barbara, percebo que apesar de tantos contrastes,das historias  da vida diaria,como  simplesmente ir ao supermercado, nao existiu em nenhum momento a vontade de deixar aquele lugar por causa dessas diferencas. Pelo contrario,a vontade era de conhecer mais, mais e mais diferencas.......
''Esse eh o tipo de experiencia que te abre a mente''....


Observar in loco um pais onde a cultura tradicionamente machista eh a que predomina,onde as mulheres vivem  nao inclausuradas, mas boa parte do tempo em casa..
Que caminham atras de seus maridos - situacao que segundo ela, a incomodava bastante- e que estes passam tardes inteiras fumando, bebendo cafe e conversando em rodas de amigos...
Que mulheres e homens de religiao Muculmana, fazem ao menos 4 ou 5 pausas de 10 minutos por dia, ajoelhados em seus tapetes a rezar,em casa, na rua ou nas mesquitas eh definitivamente muito interessante!!! Sem falar obviamente que viver no Egito quer dizer tambem, estar no centro da historia do mundo....



Num pais onde o regime ditatorial eh aquele que digamos ''comanda'' , violencia como roubo, furto e estupro por exemplo nao existe. O regime e fundamentalmente os principios basicos da religiao Muculmana de Maome,nao permite esse tipo de atitude de crime e todos sabem muito bem...

Barbara conta que o que mais marcou sua permanencia na cidade do Cairo, foi ver o quao gentil pode ser um povo. A disponibilidade em ajudar sem esperar nada em troca,a simpatia,o sorriso no rosto apesar da repressao.
Barbara, faz questao de  frisar e desmentir com a  firmeza de quem viveu de perto a cotidianidade, o esteriotipo de que muculmanos  sejam  um povo perigoso...fechado,terrorista.'''Nao eh absolutamente verdade.Ok, os terroristas da nossa geracao sao praticamente todos de origem Muculmana, mas isso nao eh uma regra e esse tipo de acao extrema nao eh compartilhada por todos''.
Ela conta que foi muito bem aceita no Cairo, que apesar de as mulheres locais andarem vestidas de modo particular, com veus, burcas e afins, seu modo ocidental de ser nao provocou nenhum tipo de constrangimento.




Mulheres no Cairo


Mas viver no Cairo tem seus particulares e Barbara conta que andar sozinha pela rua eh algo digamos complicado de fazer ,nao por ser proibido......Segundo ela, a cidade nao possui infraestrutura capaz de oferecer bem estar a quem quer caminhar por exemplo, a questao da limpeza publica, a poluicao, a falta de parques publicos com area verde....detalhes que fazem a diferenca no dia-a-dia, principalmente quando se tem criancas.
Ela nao gosta de salientar pontos negativos, ate porque Barbara eh consciente de fazer parte de uma elite privilegiada que chega no pais numa condicao onde morar numa mansao com piscina,motorista, jardineiro,cozinheira e baby sitter a disposicao eh coisa para Maraja ou tipico de paises de terceiro mundo onde as pessoas mais pobres sao desfrutadas....e esse lifestyle normalmente nao eh comum e esse tipo privilegio eh apreciado,mas incomoda muito os europeus.....
Fica evidente que eh ainda um pais onde democracia e igualdade social ainda eh uma miragem, assim como as piramides.

Exuberancia arquitetonica Egipcia
O Cairo eh uma cidade linda, onde estao as piramides,o Mar Vermelho,O Rio Nilo, o sarcofago de Tutancamon.....tanta historia,tantas coisa para ver e se maravilhar,mas no meio de tudo isso tem a desigualdade social e isso eh o que mais incomoda,diz Barbara.
''Me doia muito ver que bem perto de minha bela casa espacosa e aconchegante viviam familias amontoadas em casas sem nenhum conforto.E muitas vezes eram essas pessoas que vinham trabalhar como domesticos em minha casa.E isso te faz pensar um monte de coisas que nao estao em seus devidos lugares.''
Pergunto Barbara o que ela levaria de significativo da vida no Egito para Milao e ela responde: ''Seguramente levaria o altruismo as pessoas,coisa perdida numa cidade como Milao.''
Pergunto se ela viveria toda a sua vida num pais como o Cairo e ela diz:'' espero que a luta pela liberdade se traduza em mais direitos humanos para o povo Egipcio.....respeito e admiro a cultura , mas nao eh esse tipo de mentalidade que pretendo passar para os meus filhos''.

Estamos conversando na sala de sua casa. Os objetos de decoracao sao de muito bom gosto.Sao pecas trazidas do Cairo..........Sao 7 e meia da noite,de uma primavera linda. Barbara  acabou de acompanhar as criancas na aula de pintura.Estah sentada do chao, calca jeans,tenis All Star.....Definitivamente Barbara eh uma pessoa relaxada e disponivel.
E depois de um papo sobre o Egito,passamos ao novo destino:GRECIA.

Acropolis -Athens

Cariatides que sustentam o templo do Erection-Athens
As Cariatides no Erection, sao colunas com a forma de estatuas de mulheres, que suportam na cabeca todo o peso do entablamento e da cobertura do templo de Erecteion, dedicado a Erecteu, rei mítico de Atenas.
Numa das duas versoes do mito, ele é identificado com Erictonio, meio homem, meio serpente (e daí existir no templo uma serpente, a quem se oferecia uma maca, sendo mau presságio se ela a recusasse) e cujo nome significa “nascido do solo”, o que denuncia as suas origens ctónicas.
O nome de Cariatides era devido ao facto de serem donzelas originarias de Carias, cidade grega da Laconia.
O templo, construído entre 421 e 405 a. C. por Menesicles, e tido como o mais belo monumento em estilo Jonico. Eh sob o ponto de vista arquitetonico um contraponto discreto ao Partenon.
ATHENS CITY.........Barbara  ja comeca dizendo que esta gostando muito de viver em Atenas.....
Chegou a pouco mais de um ano....
As criancas estao felizes,vao para uma escola bilingue e sempre que pode da uma escapa para conhecer alguma ilha com a familia.Ja esteve em Santorini......na pascoa esteve em Mykonos e a programacao para o verao deve ser Lefkada.
Digamos que as coisas estao andando muito bem,obrigada.
Barbara eh uma figura muito ativa, gosta de nadar, fazer esportes e gosta muito de arte tambem!!!
Eh uma italiana descontraida sem perder a elegancia natural.
Eh direta!!!
Italianas sao doces,mas sao rapidas...sao diretas e querem respostas diretas sem muito rodeio.
Se for de Milao eh extremamente pontual e se vira minha amiga, Oh meu Deus!!!...passa mal com meus atrasos.Hahaha!!
Para Atenas, trouxe e implantou num espaco muito especial ,o Atelier for Childrens.


Atelier Arno Stern
Seguindo a metodologia do pedagogo alemao,criado na franca, Arno Stern , Barbara orienta  criancas a partir dos 4 anos a desenvolver e expor suas emocoes usando tintas e pinceis.......O espaco criativo segue os mesmo padroes esteticos em todo o mundo.
A tecnica eh bem conhecida de Barbara. Ela acompanha o trabalho ja a bastante tempo, desde os tempos de namoro,ja que a sogra desenvolve o metodo ha mais de 35 anos em Milao-Italy.
Em Atenas assiste todas as quintas-feiras um grupo de 5 criancas,incluindo minha filha.


Em Atenas, por enquanto, Barbara quer apenas continuar a realizar o seu projeto e gozar as maravilhas da Grecia.E como cidada do mundo espera para o futuro uma nova destinacao..............
Goreth Lopes

Conheca mais a fundo o metodo do artista Arno Stern

Artista plastico frances que dedicou a vida de artista a ensinar crianças.
Ele considerava que nem todos os artistas tinham vocacao para ensinar expressao plastica. Nao estudou arte, mas ensinava porque achava que tinha vocacao para ensinar.

Atelier-Espaco organizado segundo a metodologia de A.Stern

Outro aspecto que Arno Stern frisa , sao as tecnicas. Ele diz que o educador nunca deve ensinar pela teoria, mas sim pela pratica. Atraves dos proprios erros, ela vai aprender. Na crianca ensina-se primeiro a pratica e depois a teoria. Ex: quando se pinta na horizontal, a tinta escorre, e ela pergunta ao professor porquê. Mas ele nao responde. Tem a ver com a quantidade de água. Ela tem de saber por experiencia própria que a tinta com muita água, escorre.

Cloliê - Jogo de Pintar, difundido em vários países da Europa, Ásia e América do Norte há 60 anos, é a prática da pintura espontânea, livre de julgamentos e modelos. Não é um curso de desenho ou pintura e não visa à prática artística. Sua finalidade é dar condições para que cada pessoa se expresse cada vez mais conhecedora de sua capacidade criativa, promovendo a estabilidade emocional, a criatividade, a autoconfiança e a capacidade de iniciativa. Trata-se de um jogo porque há regras e elementos que desencadeiam a disciplina individual e o domínio de execução necessários para que a expressão seja cada vez mais livre.
O jogo acontece em sessões no Cloliê (do francês Clos Lieu = lugar fechado), pois a sala parece uma cabana - um lugar onde não há interferência externa nem a possibilidade de observação de quem não está na sessão.
O papel da instrutora no Cloliê é o de apoiar os praticantes para que eles se concentrem em traçar e escolher cores, com interferências respeitosas e pontuais.

Durante as sessões de pintura, frases como “O que você está desenhando?”, “Que belo desenho”, “Por que a sua árvore é roxa?” ou ainda “Faça um desenho bem bonito pra mim” não existem e não fazem sentido. Os trabalhos realizados não são vistos depois nem por quem faz nem por qualquer interlocutor; eles são arquivados para o estudo da evolução do traço pela instrutora, para que ela possa auxiliar o praticante nas próximas sessões. Ao “abandonar” suas pinturas, os praticantes ganham a confiança para se expressar de maneira cada vez mais fluida.
No Cloliê, todos pintam juntos, adultos, jovens, adolescentes e crianças independentemente de raça, credo, condição social, física e emocional. Todos são capazes. Os praticantes não precisam levar nada para participar. Tudo o que eles precisam está lá: papel, tintas, avental e chinelos. O exercício da pintura acontece numa sala apropriada onde o ato de tirar os sapatos se torna fundamental.
As sessões no Cloliê - Jogo de Pintar acontecem uma vez por semana em uma hora e meia, salvo para crianças abaixo de seis anos (sessões variam de 30 minutos a uma hora).

O metodo e seu criador

A técnica do Cloliê foi criada por Arno Stern na decada de 40, quando foi convidado a trabalhar com orfaos de guerra. Ao notar que as pessoas se expressavam de maneira bastante parecida e percebendo o papel primordial que o jogo provocava no ser humano, Stern criou o método que até hoje une pintura e jogo. À época, ele conduziu uma pesquisa ao redor do mundo e chegou ao conceito da Formulação, segundo o qual há um conjunto de formas que todas as pessoas adquirem desde sua concepção, pela memória orgânica, e que passam a expressar a partir dos 3 anos de idade. A Formulação é o objeto de estudo dos intrutores de jogo de pintar, pois é uma expressão genuína das emoções, sentimentos e desejos do ser humano.

http://www.arnostern.com/it/index.html